PRÓ-OUTEIRO

 

A Pró-Outeiro é uma instituição particular de Solidariedade Social (IPSS) que contribui para uma sociedade mais solidária. Focada nos/nas utentes, a PRÓ-OUTEIRO dá resposta às expectativas e necessidades das pessoas e, através de processos eficientes, contribui para reforçar a confiança em serviços de qualidade que promovem a inclusão social e confirmam o valor público da abordagem ao problema do apoio social.
Damos sentido ao conceito de solidariedade social, prestando serviços que o/a fazem, cada vez mais, feliz.

Superamos as expectativas dos/das nossos/nossas utentes.

A satisfação e a felicidade do/da utente é, para nós, um compromisso diário.

#mudandooparadigmadoenvelhecer

Somos uma equipa interdisciplinar de profissionais especializados/especializadas, que garante a qualidade dos serviços prestados e adequa a sua intervenção às especificidades e características dos/das seus/suas utentes e familiares.

A NOSSA HORTA

PUBLICAÇÕES

PRÓ-ATIVO PRÓ-ATIVO

REPORTAGENS







O que nos distingue

Visão

A PRO OUTEIRO pretende ser reconhecida como uma instituição de referência no apoio à pessoa idosa, baseando a sua intervenção na melhoria contínua das suas práticas e na elevação da qualidade dos serviços prestados.

Missão

Apoiar e garantir os direitos e responder às necessidades das pessoas idosas e das suas famílias, geradas pelas mudanças na sociedade, criando e oferecendo serviços que correspondam às novas realidades sociais e necessidades das pessoas idosas e comunidade envolvente, de forma integral e personalizada.

Princípios e Valores

A PRÓ-OUTEIRO rege-se pelos seguintes princípios de atuação:

    • Reconhecer e valorizar o empenho e dedicação dos colaboradores promovendo o trabalho de equipa;
    • Fomentar a satisfação plena dos utentes e seus familiares;
    • Promover uma vida pessoal e social saudável aos utentes;
    • Manter os utentes integrados na sociedade criando parcerias com o exterior;
    • Promover a humanidade e solidariedade social;
    • Ser um agente promotor e dinâmico no desenvolvimento da comunidade.

    A PRÓ-OUTEIRO pauta-se pelos seguintes valores:

    • Solidariedade – Acolher com caráter solidário todos os que recorrem aos nossos serviços, respondendo às suas necessidades e especificidades.
    • Respeito/Ética – Respeitar a condição e caraterísticas de todos os que apoiamos e daqueles que connosco colaboram.
    • Confiança – Criar um ambiente de confiança mútua, entre nós e os que nos apoiam, inspirando-nos na generosidade, partilha e respeito pelas especificidades de cada um.
    • Responsabilidade – A nossa maior responsabilidade é concorrer para o bem-estar de cada um tendo em conta os direitos de todos os que connosco privam.

Estrutura Organizativa

  • Assembleia Geral

    Compete à assembleia geral deliberar sobre todas as matérias não compreendidas nas atribuições legais ou estatutárias dos outros órgãos de gestão da associação, designadamente:

    1. Definir as linhas fundamentais de actuação da associação;
    2. Eleger e destituir, por votação secreta, os membros da respectiva mesa, da direcção e do conselho fiscal;
    3. Apreciar e votar anualmente o orçamento e o programa de acção para o exercício seguinte, bem como o relatório e contas de gerência;
    4. Deliberar sobre a aquisição onerosa e a alienação, a qualquer título, de bens imóveis e de outros bens patrimoniais de rendimento ou de valor histórico ou artístico;
    5. Deliberar sobre a alteração dos estatutos e sobre a extinção, cisão ou fusão da associação;
    6. Deliberar sobre a aceitação de integração de uma instituição e respectivos bens;
    7. Autorizar a associação a demandar os membros dos corpos gerentes por actos praticados no exercício das suas funções;
    8. Aprovar a adesão a uniões, federações ou confederações.
  • Direção

    Compete à direcção gerir a Associação e representá-la, incumbindo-lhe designadamente:

    1. Garantir a efectivação dos direitos dos beneficiários;
    2. Elaborar anualmente e submeter ao parecer do órgão de fiscalização o relatório e contas de gerência, bem como o orçamento e programa de acção para o ano seguinte;
    3. Assegurar a organização e o funcionamento dos serviços, bem como a escrituração dos livros, nos termos da lei;
    4. Organizar o quadro do pessoal, e contratar e gerir o pessoal da associação;
    5. Representar a associação em juízo ou fora dele;
    6. Zelar pelo cumprimento da lei, dos estatutos e das deliberações dos órgãos da associação.
    7. Relatórios da Direção:

      Plano estratégico orçamental: Orçamento 2016 | Orçamento 2017 | Orçamento 2018
      Plano de Atividades: Plano Atividades 2018
      Relatório de Contas: Contas 2015 | Contas 2016 |Contas 2017 |
  • Conselho Fiscal

    Compete ao conselho fiscal zelar pelo cumprimento da lei e dos estatutos, designadamente:

    1. Exercer a fiscalização sobre a escrituração e documentos da instituição sempre que o julgue conveniente;
    2. Assistir ou fazer-se representar por um dos seus membros às reuniões do órgão executivo, sempre que o julgue conveniente;
    3. Dar parecer sobre o relatório, contas e orçamento e sobre todos os assuntos que a direcção submeta à sua apreciação.

    O conselho fiscal pode solicitar à direcção elementos que considere necessários ao cumprimento das suas atribuições, bem como propor reuniões extraordinárias para discussão, com qualquer órgão, de determinados assuntos cuja importância o justifique.

    Relatórios do Conselho Fiscal:

    Parecer relativo a plano de atividades: Plano 2016 | Plano 2017 | Plano 2018
    Parecer relativo às contas: Contas 2014 | Contas 2015 | Contas 2016| Contas 2017
  • |

SERVIÇOS

Oferecemos uma vida melhor

Com acordo da Segurança Social aprovado para 20 utentes, numa capacidade total de 25, temos já muitas pessoas inscritas com o intuito de frequentar esta nossa nova resposta social. Com as instalações prontas, aguardamos apenas a autorização final pela parte da Segurança Social para a abertura do mesmo. A todos aqueles que pretendam frequentar a resposta ERPI, aconselhamos a preencherem, nas nossas instalações, a ficha de inscrição para poderem ter acesso aos nossos serviços.
Com a nossa missão transversal a todo o universo da Associação de Melhoramentos Pró-Outeiro, pretendemos demonstrar que é possível a Instituição adaptar-se a cada cliente, de forma a tornar a transição do domicílio para a Associação o mais suave possível, respeitando a individualidade e a privacidade de cada um.
Contamos com todos os que nos apoiam para continuarmos a desenvolver os nossos projetos e atingirmos os nossos objetivos!
Data Total Com Apoio da SS s/ apoio
Capacidade 25 20 5
Vagas 10 5 5

Mudamos o paradigma do envelhecimento

Com 47 milhões de casos em todo o mundo, a demência apresenta-se como uma preocupação mundial. A demência consiste numa síndrome, ou seja, num conjunto de sintomas, que pode ter origem em condições diferentes, patológicas ou não, denominadas de etiologias. As etiologias mais conhecidas são a doença de Alzheimer, a de Parkinson ou até a vascular. Essas patologias acabam por causar alterações na estrutura e funcionamento do cérebro, surgindo então as alterações de comportamento, esquecimentos, desorientações, alterações da fala, etc. Estas alterações implicam uma intervenção diária com técnicos especializados, que forneçam à pessoa e à sua família as ferramentas adequadas para lidar com as características desta nova realidade e assim manter ou até elevar a sua dignidade e qualidade de vida. O Centro de Estimulação para Pessoas com Demência (CEPD) tem como objetivo fornecer uma resposta, inexistente nesta área, dando a possibilidade de as pessoas com Alzheimer e outras demências poderem beneficiar de um tratamento não farmacológico, com eficiência comprovada. O funcionamento do CEPD baseou-se no CRE Alzheimer em Salamanca, sendo este o principal centro de intervenção na doença de Alzheimer e outras demências em Espanha, onde a equipa obteve formação (tanto os técnicos como as agentes de geriatria). As famílias dos clientes do CEPD participam em todo o processo, demonstrando também muita satisfação neste serviço, que para além de melhorar as competências do seu familiar, dá-lhes descanso e conforto por não terem que ser cuidadores no horário em que a pessoa com demência frequenta o CEPD.
Venha conhecer esta nova valência da Associação de Melhoramentos Pró-Outeiro!

CEPD

CONTACTOS

R. Pedro Maria Fonseca - Outeiro | 3720-514 Santiago de Riba-Ul | OLIVEIRA DE AZEMÉIS | AVEIRO 256 686 434 | geral@proouteiro.com